quarta-feira, 18 de maio de 2016

Novo Zoneamento está disponível para download e consulta no Geosampa


Plataforma com acesso livre traz mais de 150 bancos de dados. Agora, cidadão pode ver o zoneamento de cada espaço da cidade aplicado no mapa e comparar com outros dados como o Plano Diretor e a localização de 12 mil equipamentos públicos

19:40   19/04/2016
De: Secretaria  Executiva de Comunicação
Após ser disponibilizada no site Gestão Urbana, a nova Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (LPUOS), conhecida como Lei de Zoneamento, agora também poderá ser consultada por qualquer cidadão na plataforma Geosampa de forma ágil e dinâmica.

Por meio do mapa da capital paulista, o cidadão pode não somente ver a aplicação da nova legislação em cada espaço de São Paulo, de forma georeferenciada, mas também comparar com outras camadas contidas na plataforma, sobrepondo informações como o Plano Diretor Estratégico, a Lei de Zoneamento anterior, ou ainda, verificando o perímetro das zonas com a localização dos mais de 12 mil equipamentos públicos do município, como hospitais e escolas.

Além da transparência, a nova funcionalidade permite aos interessados identificar com maior rapidez e facilidade a zona em que os lotes estão inseridos. Em caso de dúvidas sobre a definição e principais características das zonas especiais, é possível conferir o significado de cada uma delas no dicionário de termos. Também é possível fazer o download dos arquivos da Lei de Zoneamento para seu dispositivo eletrônico, computador, smartphone ou tablet.

Lançada em dezembro do ano passado, a plataforma Geosampa reúne mais de 150 bancos de dados diferentes que podem ser aplicados no mesmo mapa. A Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (LPUOS) foi sancionada pelo prefeito Fernando Haddad no dia 23 de março deste ano e define como os terrenos de cada região da cidade serão ocupados, incluindo o tamanho das construções, atividades permitidas e relação entre os imóveis e os espaços públicos.

Entre os benefícios da nova lei, que soma ao novo Plano Diretor Estratégico (PDE) sancionado em julho de 2014, está o aumento de50% das áreas de proteção ambiental, um crescimento de 83,44 quilômetros quadrados de área, o equivalente a onze campos de futebol. Além disso, a nova legislação amplia em 85% as áreas destinadas, predominantemente, para a criação de moradias para a população de baixa renda, as ZEIS dos tipos 2, 3, 4 e 5 na comparação com o Zoneamento de 2004.
Como?
Para verificar e consultar o zoneamento no Geosampa, o cidadão deve abrir a plataforma clicando aqui. Após abrir o mapa, o usuário deve clicar em “legislação urbana” na barra de menu do lado esquerdo da tela e ir em “Zoneamento – Lei 16.402/16”. Caso as quatro opções de camadas não estejam habilitadas para seleção, é preciso dar zoom no mapa e ampliar até a escala de 1 km por 1 milímetro. Após a habilitação das opções, o cidadão pode selecionar entre “Perímetros das Zonas”, “ZEPEC e indicações”, “Qualificação Ambiental” ou “Incentivos – Edif.-Garagem”.

Para baixar ou fazer o download do material da Lei de Zoneamento, o munícipe deve clicar em “Download de Arquivos” (ícone do mapa da cidade com uma seta para baixo), na barra do lado direito da tela. Uma nova janela se abrirá e o cidadão deve escolher o “tema para download”. Após optar por “Legislação Urbana”, o cidadão deve escolher os quatro arquivos disponíveis e baixar.
Leia mais
·                             

sábado, 16 de abril de 2016

Sabonete liquido Mãos e Corpo muda de cor e cheiro.

Muito estranho, ele era vermelho e ficou amarelo;
E Frutas Vermelhas
O Nome dele Mãos e Corpo
O que acontece? esta  fedido.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Cidade Tiradentes comemora 32º anos

Cidade Tiradentes comemora o seu 32º aniversário

Celebrações oficiais começam no dia 15 de abril


Abril é um mês especial para a região de Cidade Tiradentes que em 2016 comemora 32 anos.


E para celebrar esta data, a Subprefeitura Cidade Tiradentes, a Coordenadoria Regional de Educação de Guaianases e Cidade Tiradentes e as Organizações Sociais do distrito, promoverão atividades comemorativas, como o tradicional desfile cívico militar com hasteamento de bandeiras seguido de performance de instituições presentes, e o tão esperado show musical com artistas renomados e artistas da região, entre outras atividades.

Situada no extremo leste de São Paulo, a 35 quilômetros do marco zero da capital paulista, o distrito de Cidade Tiradentes é considerado o maior complexo habitacional da América latina.
A história da formação do distrito começa no fim da década de 1970, quando o poder público iniciou o processo de aquisição de uma gleba de terra situada na região conhecida como Fazenda Santa Etelvina, então formada por eucaliptos e trechos da Mata Atlântica. A partir dos anos 80, prédios residenciais passaram a ser construídos pela Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (COHAB), Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) e por grandes empreiteiras, dando origem a Cidade Tiradentes.
Programação (sujeita a alteração)
DATAEVENTOLOCALHORÁRIO
08.04.2016Viradinha Cultural InfantilCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro 690013h00
10.04.2016Circuito Popular de Corrida e CaminhadaParque do Rodeio – Rua Igarapé da Bela Aurora, s/n07h00
15.04.201620 Anos de UBS Barro Branco IIUBS Barro Branco II – Rua Eduardo Reuter, 678 – Barro Branco II09h00
15.04.2016Ato Solene em comemoração ao 32º aniversário de Cidade TiradentesCentro Cultural Arte em Construção – Av. dos Metalúrgicos, nº 210019h00
16.04.20161º Baile da Melhor IdadeCEL André Vital – Av. dos Metalúrgicos, 2255 – Cidade Tiradentes15h00
16.04.2016Circo Teatro Palombar apresenta: Uma Arriscada Trama de Picadeiro e AsfaltoPraça Maria da Graça dos Reis, s/n (em frente ao terminal novo)

16h00
19.04.2016Apresentação FABLABEstrada do Iguatemi, 2751 (Subprefeitura Cidade Tiradentes)10h00 e 14h00
20.04.2016Núcleo Teatral Filhos da Dita apresenta: A GuerraCentro Cultural Arte em Construção – Av. dos Metalúrgicos, nº 210020h00
21.04.2016Desfile Militar e CívicoAvenida dos Metalúrgicos, s/n08h00
21.04.2016ShowFinal da Avenida dos Metalúrgicos, s/n13h00
22.04.2016Oficinas Workshops FABLAB, Modelagem, Impressoras 3D, Marcenaria, Eletrônica, e LaserCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690009h00 – oficinas a cada 2 (duas) horas
22.04.2016Sarau Escambo - JMCCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690018h00
23.04.2016Humor na Praça com Geraldo MagelaPraça Maria da Graça dos Reis, s/n (em frente ao terminal novo)13h00
23.04.2016Cidade Tiradentes Memória Viva – Exposição de Artes VisuaisCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro 690014h00
23.04.20162º Baile da Melhor IdadeCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690016h00
29.04.20163º Baile da Melhor IdadeCEU Inácio Monteiro – Rua Barão Barroso do Amazonas, s/n16h00
29.04.2016Siba – Circuito Municipal de Cultura
em "De Baile Solto"
Cento de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690020h00
30.04.2016Entrega dos Termos de Quitação da COHABCEU Inácio Monteiro – Rua Barão Barroso do Amazonas, s/n08h30
30.04.2016Inauguração da nova Sede da SubprefeituraRua Juá Mirim, s/n (ao lado do Supermercado Negreiros)13h00
30.04.2016Pombas Urbanas apresenta: Cidade DesterradaCentro Cultural Arte em Construção – Av. dos Metalúrgicos, 210019h00
30.04.2016Nega Duda – Circuito Municipal de CulturaCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690020h00
01.05.2016Funk - SPCentro de Formação Cultural – Rua Inácio Monteiro, 690010h00
10.06.2016Miss Cidade TiradentesCEU Inácio Monteiro – Rua Barão Barroso do Amazonas, s/n18h00
 A Melhor coisa deste aniversario é a inclusão do Pombas Urbanas na programação, afinal são mais de dez anos de cultura injetada na veia de quem tem sede de cultura. E Pena que tantos valores não são lembrados nestes aniversários com tantos eventos simbólicos... deixa queto. 
Vamos ao Pombas, ja valera muito.

Veja em nossas paginas as comemorações de anos anteriores que registramos. Foram muitos anos. Parabéns Cidade Tiradentes, fizemos parte de seu crescimento saudável, na medida do possível. Você solitária, abandonada, rastejando na poeira e nós ali com um paninho molhado limpando suas feridas....

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Saúde em Movimento visita Cidade Tiradentes: mais cirurgias e combate ao Aedes


Saúde em Movimento visita zona Leste: mais cirurgias e combate ao Aedes



Visita ao novo Hospital Municipal Tiradentes, arena móvel e voo de drone marcam ações do dia



A ação Saúde em Movimento desta quinta-feira (25) na região Leste deu início a cirurgias da arena móvel da Rede Hora Certa - Hospital Dia Tiradentes, que tem capacidade para realizar mensalmente 260 cirurgias por mês. Houve visita às salas cirúrgicas reestruturadas do Hospital Municipal Tiradentes e acompanhamento do primeiro voo do agente aéreo (drone) integrado com ações em terra dos agentes de zoonoses no distrito de Lajeado (Guaianases). As ações foram acompanhadas pelo secretário municipal da Saúde Alexandre Padilha e pela coordenadora de saúde Leste Claudia Maria de Castro.


A nova arena móvel do Hospital Dia móvel está localizada no estacionamento do Hospital Municipal Cidade Tiradentes desde o início de fevereiro. Ao lado da reestruturação do centro cirúrgico da unidade, passa a integrar o plano municipal que garante mais cirurgia em menor tempo de espera e objetiva ampliar a realização de 6 mil para 13 mil procedimentos cirúrgicos por ano na cidade. A unidade cirúrgica móvel tem capacidade para realizar mensalmente até 260 cirurgias – 190 vasculares (varizes) e 70 oftalmológicas (catarata, pterígio) -, exames e consultas nas especialidades de vascular e oftalmologia.




Como estratégia para aumentar o número de cirurgias, a SMS reformou centros cirúrgicos, readequou espaços em funcionamento, convocou médicos aprovados em concursos públicos e assinou aditivos contratuais com parceiros prestadores de serviços, para a contratação de profissionais e ampliação do horário de atendimento das unidades.




Redução do tempo de espera

“A Prefeitura inaugurou o Hospital Dia da Rede Hora Certa modular, aqui na região Leste, que já está fazendo cirurgia vascular e vai dar inícios ao atendimento oftalmológico no início de março. Também reestruturamos as salas cirúrgicas do Hospital Municipal Cidade Tiradentes, que gera um aumento de 200 cirurgias por mês, que não eram possíveis de serem realizadas nas unidades móveis. São duas ações que vão reduzir o tempo de espera para cirurgias eletivas na região”, disse Padilha.




Primeira paciente a passar pelo centro cirúrgico da arena móvel, Maria Sônia Alves de Novaes, de 58 anos, é cozinheira e faz uso de medicamentos e meias de compressão para amenizar o desconforto nas pernas. “Falei para as minhas amigas que depois da cirurgia eu vou voltar a usar minissaia. Aqui na arena móvel o atendimento foi muito rápido, eu pensei que fosse demorar. Os enfermeiros e médicos são muito prestativos, fiz exames no mesmo dia que vim para consulta e depois de vinte dias fui chamada para operar.”








A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) firmou termo aditivo do contrato de prestação de serviços no valor de R$ 2.314.139,96, com a Organização Social Santa Marcelina, responsável pela gestão do Hospital Municipal Tiradentes, para a instalação de quatro focos de led ultramodernos, sete aspiradores cirúrgicos, mesa para cirurgia ginecológica e três kits para videolaparoscopia, instalados em sete salas cirúrgicas. Com o investimento, será possível ampliar em 220 cirurgias/mês, além das 80 que já eram realizadas, serão 140 cirurgias-gerais e 60 ginecológicas.



































Combate à dengue


A SMS inaugurou na quarta-feira (24/02) as duas primeiras tendas de apoio ao atendimento de pacientes com suspeita de dengue nos distritos com maior incidência de casos. Anexa à UBS Vila Chabilândia, no distrito de Lajeado, a primeira tenda da região Leste atende de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, e acolheu 29 pacientes já no primeiro dia, com equipe de dois médicos clínicos, quatro enfermeiros e seis auxiliares de enfermagem.

De acordo com os dados divulgados no último balanço sobre casos de dengue no município, foram notificados 5.877 casos até a terceira semana epidemiológica de janeiro, representando um aumento de 16% de casos na comparação com o mesmo período de 2015, com a maior concentração de casos na região Leste.

Após a classificação de risco e identificação dos sintomas de dengue, pacientes que procuram as unidades da rede são encaminhados para as tendas que realizam hemograma dengue para a avaliação de risco, prescrevem medicação e indicação de soro para hidratação. A estratégia adotada objetiva prestar atendimento qualificado e desafogar as unidades que realiza o acolhimento de usuários com outras necessidades. “As tendas são equipamentos adicionais para melhorar o atendimento que já está sendo realizado pelas unidades de saúde da rede municipal. Lajeado é o distrito que registrou mais casos de dengue no mês de janeiro. Por isso, instalamos a tenda ao lado da UBS Vila Chabilândia, para atender as pessoas com quadro suspeito e procuram atendimento nas UBS ou AMA e precisam de uma hidratação mais prolongada”, disse Padilha.

Para reforçar a equipe dos agentes de zoonoses e de saúde que fazem as vistorias nas casas, aplicação de larvicida biológico e nebulização, a SMS faz uso da tecnologia para a identificação dos potencias pontos de criadouros do mosquito Aedes aegypti. O aplicativo colaborativo ‘Sem dengue’ permite ao cidadão o envio de fotos de locais de risco para a Coordenação de Vigilância do município, as denúncias também podem ser feitas através do telefone 156.

Combate aéreo

Após denúncias de moradores, a Secretaria chegou à rua Boqueirão de Poti, em Lajeado. Os agentes de zoonoses trabalharam ao lado do Agente aéreo (Drone - veículo aéreo não tripulado), que sobrevoou o local e colheu imagens dos criadouros.

“O drone é o agente aéreo de combate à dengue, pois ele faz uma vistoria mais rápida, do que o agente terrestre. Ajuda a mapear rapidamente os pontos estratégicos, com muito acúmulo de focos do mosquito e comprova a necessidade da entrada em casas que se recusam a receber os agentes. A ação mais importante que a Saúde pode fazer sozinha é cuidar das pessoas, evitar que os quadros clínicos de dengue se agravem e levem a óbitos, mas o papel da população é combater o foco do mosquito, sendo que 85% dos focos estão dentro da casa das pessoas”, afirmou o secretário.

Vizinha do terreno vistoriado, Kátia Bezerra da Silva faz vigilância para evitar criadouros em casa, mas a apreensão é permanente. “A situação é muito preocupante e diária. Meu filho de 21 anos está com febre, dor nas pernas e com dor de cabeça desde domingo (21), então a gente pensa logo no pior, é a dengue! O agente

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

MONOTRILHO NÃO SERVE NEM COMO 
Atração Turística
Ao Sequer Indicar dados Uma Possível para ampliar a Operação das Duas UNICAS Estações do monotrilho da Vila Prudente, em testículos desde SUA Inauguração em agosto do ano Passado, o Governo do Estado de São Paulo da Mais Um Exemplo fazer Seu descaso com Mais de 1, 1 Milhão de Pessoas Que Vivem Nos bairros cortados Pela Linha 15-Prata.
Além de Ser hum modal de transporte com eficacia duvidosa POR Conta de SUA CAPACIDADE, SUA Implantação E hum tanto Quanto desastrosa. São sucessivos atrasos, coroados Pela "Descoberta" do Córrego Mooca soluçar uma avenida Anhaia Mello. Agora, uma obra prometida Pará 2014 Ficara pronta APENAS em 2018. E UMA Mostra da falta total de de Gestão do Governo do PSDB. 
Leia o Artigo completo do vereador Paulo Fiorilo na edição de Hoje da Folha VP: http://www.folhavp.com.br/index.php... 




Monotrilho NÃO servem NEM Como Atração turística



O emailimprimirPDF
Ao Sequer Indicar dados Uma Possível para ampliar a Operação das Duas UNICAS Estações do monotrilho da Vila Prudente, em testículos desde SUA Inauguração em agosto do ano Passado, o Governo do Estado de São Paulo da Mais Um Exemplo fazer Seu descaso com Mais de 1, 1 Milhão de Pessoas Que Vivem Nos bairros cortados Pela Linha 15-Prata.
Além de Ser hum modal de transporte com eficacia duvidosa POR Conta de SUA CAPACIDADE, SUA Implantação e Um tanto Quanto desastrosa. São sucessivos atrasos, coroados Pela "Descoberta" do Córrego Mooca soluçar uma avenida Anhaia Mello. Agora, uma obra prometida Pará 2014 Ficara pronta APENAS em 2018. E UMA Mostra da falta total de de Gestão do Governo do PSDB.
E Claro Que a Oposição Ao prefeito Fernando Haddad prefere bater na Tecla das ciclovias Ao inves de Olhar Para o monotrilho. E parte do Jogo. Ocorre Que, apesar das Críticas, como ciclovias VEM cumprindo Seu papel. O Número de Pessoas Que optaram em USAR uma bicicleta Como Meio de transporte aumentou em 50% em hum ano ea Estimativa dos Especialistas E Que, ao Fim do Processo de Implantação de dos 400 km paulistanas de Ciclovias, o Número de ciclistas POSSA Chegar a 1, 5 Milhão.
Tambem há Outro Fato Muito louvável: houve Uma diminuição do Número de Mortos Entre Usuários de Bicicletas, Associado à Redução da Velocidade NAS vias, O Que proporcionou Mais Segurança AOS ciclistas, Pedestres e TAMBÉM AOS Motoristas.
Além de dar Uma alternativa Sustentável Ao indivíduo transporte, a Prefeitura Não Se Esquece fazer coletivo. Uma licitação that renovará TODO O Sistema de Transportes ESTÁ municipal encaminhada Sendo. O Bilhete Único Mensal E Realidade uma, Assim Como o Passe Livre para Estudantes da Rede Pública e Universitários de baixa renda.
Outra Ação de extrema importancia foi a Implantação dos Ônibus Noturnos Entre 0h e 4h. Mais de 1,5 Milhão de paulistanos Que trabalham OU SAEM Para se divertir when Não Há Mais transporte de massa Disponível were Beneficiados. Na Vila Prudente, Uma há Linha PARA O Parque Dom Pedro e Outra PARA O Metrô Vila Mariana atendendo Nesse Horário.
Na Câmara Municipal, Estamos discutindo o Projeto de Lei da Prefeitura Para a Concessão dos Terminais de Ônibus Municipais. A ideia da Gestão Haddad E Transformar OS Terminais em Centros Comerciais, O Que garantirá Conforto e comodidade AOS Usuários, Além de Gerar Emprego e renda.
Sem competição that à Administração municipal, a Gestão Haddad TEM Feito O Que Precisa Ser Feito POR São Paulo, inclusive atrasos OS Para remediar do Governo do Estado NAS Obras do Metrô e oferecer Alternativas à População, Como de Informação Indisponível EXCLUSIVAS de Ônibus. Enquanto ISSO, o monotrilho, com SUAS Duas Estações e Uma Linha de obra Interminável, segue em Operação tartaruga e NÃO servem NEM Como Atração turística na Região.
* Paulo Fiorilo E vereador de São Paulo, professor da Rede municipal de ensino, mestre em Ciências Políticas e presidente do diretorio Municipal do PT - São Paulo.

domingo, 20 de dezembro de 2015

Prefeitura inaugura primeiro Fab Lab e é na Cidade Tiradentes

Equipamento em Cidade Tiradentes oferece a estudantes acesso a máquinas de produção digital, como impressoras 3D para desenvolver protótipos de novos produtos. Até março, serão 12 em operação



A Prefeitura de São Paulo inaugurou nesta quinta-feira (17/12) a primeira unidade da Rede Pública de Laboratórios de Fabricação Digital (Fab Lab Livre SP), que vai funcionar no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes. O projeto tem o objetivo de oferecer aos estudantes da rede pública de ensino acesso a máquinas de produção digital, como impressoras 3D, para desenvolver protótipos de novos produtos, como próteses para área de saúde. Até março de 2016, serão 12 laboratórios desses em operação na Capital.

“Estamos instalando em São Paulo a maior rede de laboratórios públicos de produção no país. Vamos inaugurar mais três até o final do ano e mais oito até março de 2016. Queremos mudar a cabeça dos jovens para que possam inovar e perceber a produção de outra maneira. Aqui será possível fazer desde um game até o protótipo de uma cadeira ou abajur. Nenhum município brasileiro tem Fab Labs como os que estamos inaugurando”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

Os Fab Labs são espaços de produção colaborativa e aprendizado interdisciplinar, que tem como principal público-alvo os estudantes. No local, os jovens terão acesso a impressoras 3D, cortadora laser, software de modelagem e animação para programação em computadores, fresadoras e equipamentos de eletrônica, entre outros recursos utilizados na cultura maker (ou “faça você mesmo”).

Nesses locais, os estudantes vão ter cursos de técnicas de fabricação digital e aprender processos de produção para que possam, de forma colaborativa, criar protótipos de baixo custo para manufatura em larga escala. “As tecnologias dos Fab Labs vão permitir, por exemplo, desenvolver próteses para melhorar a qualidade de vida dos que têm mobilidade reduzida”, disse o secretário Municipal de Serviços, Simão Pedro. A iniciativa vai atender também startups que queiram utilizar os laboratórios para se desenvolver no mercado e ajudar a impulsionar o empreendedorismo.

“A ideia de um laboratório que oferece entretenimento com cultura e conhecimento é muito poderosa”, declarou o especialista em inclusão digital Sérgio Amadeu da Silveira, professor adjunto da Universidade Federal do ABC (UFABC) que foi presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação do governo federal e ajudou a implementar o primeiro telecentro da Capital na Cidade Tiradentes, em 2001.

O Fab Lab Livre SP será gerenciado pela ITS Brasil, entidade selecionada pela Prefeitura para promover o desenvolvimento e o aproveitamento de tecnologias voltadas para o interesse social. A unidade funcionará conectada também com o Fab Lab da Universidade de São Paulo (USP). “Creio que esse projeto é um marco na história da cidade de São Paulo, porque fará com que a tecnologia saia da universidade e chegue à comunidade”, disse Paulo Fonseca, diretor do Fab Lab da USP.

Além da unidade de Cidade Tiradentes, outros três estão em fase de testes na cidade. Eles estão localizados na Galeria Olido, no Centro Cultural da Penha e na Casa da Memória de Itaquera, e deverão ser inaugurados até o final de dezembro. Os outros oito serão abertos até março de 2016. Os 12 laboratórios deverão atender 1.500 estudantes por mês e alcançar um público de 30 mil pessoas em dois anos.

Imagens:
Crédito: Fábio Arantes/Secom

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

São Paulo Tech Week atrai mais de 15 mil pessoas




São Paulo Tech Week atrai mais de 15 mil pessoas


Novas tecnologias, inovação e empreendedorismo foram tema de 120 atividades realizadas em vários pontos da cidade

A primeira edição da São Paulo Tech Week (SPTW) atraiu mais de 15 mil pessoas que participaram das 120 atividades relacionadas a novas tecnologias, inovação e empreendedorismo. O evento, realizado entre 3 e 9 de novembro, ofereceu oficinas, cursos, debates, competições, hackatonas, palestras e exposições em diversas regiões da cidade.

O objetivo da semana foi estimular a geração de novos negócios e talentos para o setor de tecnologia, além de posicionar a cidade como hub global de inovação. “O sucesso da SPTW demonstra a importância da realização de parcerias entre os setores público e privado. Os resultados superaram nossas expectativas e comprovam o potencial de inovação da cidade” afirmou o presidente da SP Negócios, Rodrigo Pirajá Wienskoski.

A cidade é a melhor opção para quem deseja criar uma startup de tecnologia na América Latina, de acordo com o Global Startup Ecosystem Ranking 2015. Informações da Associação Brasileira de Startups mostram que mais de mil startups estão concentradas no Estado de São Paulo, sendo a maior parte na capital paulista, que também tem 30% da mão de obra de tecnologia do país.

Iniciativa das agências de promoção de investimento da Prefeitura, SP Negócios, e do Governo do Estado, Investe SP, a SPTW teve a participação de grandes empresas, como Ambev, Totvs, IBM, Google, Intel, Evernote e PUC-SP e FIAP. O prefeito Fernando Haddad recebe nesta quarta-feira (17) executivos das empresas parceiras para avaliação dos resultados da semana.

Um dos grandes destaques da programação foi a Conferência Anual de Startups (CASE) 2015, que reuniu quatro mil participantes nos dias 3 e 4 de novembro, na sede da Fecomércio, região central. Os encontros tiveram a presença de palestrantes internacionais de grande expressão, como Jason Lucash, CEO da OrigAudio, que venceu o programa de TV Americano Shark Tank, além de Morten Primdahl, Fundador do Zendesk; Andrea Barricas, cofundadora da inDinero e partner na 500 Startups, e de Bjoern Herrmann, CEO da Compass.

O público também pôde conhecer novidades tecnológicas na International Consumer Electronics Expo Brazil (ICEEB), feira de negócios que reuniu entre 3 e 5 de novembro, no Palácio de Convenções do Anhembi, na zona norte, empresas internacionais do setor de eletrônicos de consumo. Foram apresentados produtos inovadores como drones, robôs para limpeza, relógios inteligentes, além de impressoras 3D compactas e espelhos retrovisores Bluetooth com GPS.

Tecnologia pela Cidade


Uma das iniciativas da semana de tecnologia foi trazer discussões e experiências tecnológicas para o espaço público, envolvendo a população da cidade. A atividade X-Drones, realizada no centro de São Paulo, possibilitou que participantes tivessem, pela primeira vez, a oportunidade de dirigir um drone. O evento instalou uma obra de arte que mistura a milenar tecnologia de construção com bambus, sem uso de parafusos e cola, com drones open source, desenvolvidos pelo Mirante Lab.

Já o Paulista Hack, realizado no vão no Museu de Arte de São Paulo (MASP), promoveu palestras, pitches e networking entre a comunidade paulistana de inovação.

Maratonas de inovação


Durante a SPTW, foram realizadas diversas competições envolvendo desenvolvedores, empreendedores e designers. Em Paraisópolis, zona sul, entre 6 e 8 de novembro, foi realizado o Startup Weekend to Improve Lives, em que jovens tiveram 54 horas para identificar desafios da comunidade e propor soluções para os problemas mapeados. Dentre os vencedores, destacou-se o aplicativo Primavera, criado para promover a redução da violência doméstica na região.

A AMBEV promoveu, pela primeira vez, uma hackatona com aproximadamente 200 participantes, dentre desenvolvedores e empreendedores. O desafio era propor inovações para melhorar a experiência dos consumidores.

A Sabre Corporation também organizou sua primeira hackatona na América Latina, voltada para o desenvolvimento de soluções relacionadas ao setor de viagens, com novas oportunidades para a indústria do turismo.

Mulheres na Tecnologia


Um dos principais temas abordados na SPTW foi a inclusão de mulheres no setor de tecnologia. Em parceria com o Technovation, o Google e o CUBO, foi realizada a exibição do documentário Code Girl, que conta histórias de garotas que usam tecnologia para desenvolver suas comunidades. Ainda no CUBO, foram realizadas palestras sobre o tema com executivas do setor, além da oferta de mentorias e oficinas para empreendedoras digitais.

Na FIAP, foi realizado o Women UP Games, debate sobre a importância da mulher no mundo do desenvolvimento de games. Já a Maratona RodAda Hacker reuniu mais cem de meninas em torno da tecnologia. De Parelheiros a Pinheiros, da Vila Madalena ao Capão Redondo, meninas e mulheres participaram de seis oficinas voltadas ao ensino de programação.

Para crianças

As crianças não ficaram de fora da semana de tecnologia. O Expo LUG, na Impacta, contou com exposição de projetos realizados pela comunidade da LEGO no Brasil, além de campeonato de sumô de robôs autônomos, corrida de carros com controle remoto feitos com LEGO e partidas de futebol entre robôs. 

Com o evento Startup in Shoool, alunos da Escola Técnica Estadual (ETEC) Parque da Juventude e do Centro Educacional Unificado Jaçanã passaram por oficinas de desenvolvimento de aplicativos e geração de ideias de negócios. Já o Code CLUB, realizado no Garagem FabLAb, trouxe à tona a importância da realização de oficinas de programação para crianças através da criação de clubes.

Leia mais:


São Paulo Tech Week promove 60 atividades de inovação e empreendedorismo na cidade



MultiColor Interatividade

Jornal Cidade Tiradentes

Jornal Cidade Tiradentes
Alguém neste país ainda limpa a bunda com jornal?