domingo, 26 de fevereiro de 2012

MOVA - Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos.

O MOVA surgiu em 1989, durante a gestão de Paulo Freire na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, com uma proposta que reunia Estado e organizações da Sociedade Civil para combater o analfabetismo, oferecendo o acesso à educação de forma adaptada às necessidades e condições dos alunos jovens e adultos.


As salas do MOVA estão instaladas em locais onde existem poucas escolas e grande demanda por educação básica, geralmente as aulas são dadas em associações comunitárias, igrejas, creches, empresas, enfim, lugares em que há espaço e necessidade. A flexibilidade e a capacidade de se adequar à realidade e as necessidades dos alunos são as maiores vantagens do MOVA, já que geralmente as salas são próximas de suas casas (poupando o custo e o desgaste do transporte), as exigências com relação à faltas e horários são menores do que e em uma escola tradicional (uma vez que a maior parte dos alunos trabalham e têm obrigações familiares), além do conteúdo ensinado estar mais relacionado com o cotidiano de um adulto que já tem uma experiência de vida, cabendo aos educadores fazer uma mediação entre o saber do aluno e a educação formal.
Como funciona:
Na cidade de São Paulo, o MOVA é um programa de alfabetização permanente que funciona a partir de convênios entre a prefeitura e entidades assistenciais, sociedades e associações. A prefeitura custeia as despesas de funcionamento das classes e dá bolsa-auxílio os educadores e as entidades se responsabilizam pelo local das aulas e por indicar os educadores.
Cada sala tem cerca de 15 alunos e as aulas, que têm duração média de 3 horas, são dadas 4 vezes por semana (geralmente no período nortuno). http://nev.incubadora.fapesp.br/portal/educacao/alfabetizacaoadultos


Tenha em pdf as Orientações Didáticas: Alfabetização e Letramento EJA e MOVA clique no link .

Veja exemplos de alfabetizados em:



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Ministra da Cultura dá sinais de guerra ao livre conhecimento

artigo de Renato Rovai

Publicado em janeiro 27, 2011
 
 
A ministra da Cultura Ana de Holanda lançou uma ofensiva contra a liberdade do conhecimento. Na quarta-feira pediu a retirada da licença Creative Commons do site do Ministério da Cultura, que na gestão de Gilberto Gil foi pioneiro em sua adoção no Brasil.
O exemplo do MinC foi àquela época fundamental para que outros sites governamentais seguissem a mesma diretriz e também publicassem seus conteúdos sob essa licença, como o da Agência Brasil e o Blog do Planalto.
A decisão da ministra é pavorosa porque, entre outras coisas, rasga um compromisso de campanha da candidata Dilma Roussef. O site de sua campanha foi publicado em Creative Commons o que denotava compromisso com esse formato.
Além desse ato simbólico, que demonstra falta de compromisso com o livre conhecimento, a ministra pediu o retorno ao Ministério da Cultura do Projeto de Lei de Revisão dos Direitos Autorais, que depois de passar por um debate de sete anos e uma consulta pública democrática no governo Lula, estava na Casa Civil para apreciação final e encaminhamento ao Congresso Nacional.
O que se comenta é que a intenção da ministra é revisar o projeto a partir das observações do ECAD, um órgão cartorial e que cumpre um papel danoso para a difusão da cultura no Brasil.
Para quem não conhece, o ECAD é aquele órgão que entre outras coisas contrata gente para fiscalizar bares e impedir, por exemplo, que um músico toque a música do outro. É uma excrescência da nossa sociedade cartorial.
Este blog também apurou que Ana de Holanda pretende nomear para a Diretoria de Direitos Intelectuais da Secretaria de Políticas Culturais o advogado Hildebrando Pontes, que mantém um escritório de Propriedade Intelectual em Belo Horizonte e que é aliado das entidades arrecadadoras.
Como símbolo de todo esse movimento foi publicado ontem no site do Ministério da Cultura, na página de Direitos Autorais, um texto intitulado “Direitos Autorais e Direitos Intelectuais”, que esclarece a “nova visão” do ministério sobre o tema. Vale a leitura do texto na íntegra , mas segue um trecho que já esclarece o novo ponto de vista:
“Os Direitos Autorais estão sempre presentes no cotidiano de cada um de nós, pois eles regem as relações de criação, produção, distribuição, consumo e fruição dos bens culturais. Entramos em contato com obras protegidas pelos Direitos Autorais quando lemos jornais, revistas ou um livro, quando assistimos a filmes, ou simplesmente quando acessamos a internet.”
Essa ofensiva de Ana de Holanda tem várias inconsistências e enseja algumas perguntas:
A principal, o governo como um todo está a par desse movimento e concorda com ele?
Afinal a presidenta Dilma Roussef se comprometeu, como Ministra da Casa Civil e candidata à presidente da República, a manter o processo de revisão dos direitos autorais e promover a liberdade do conhecimento. E um desses compromissos foi firmado na Campus Party do ano passado, em encontro com o criador das licenças Creative Commons, Lawrence Lessig.
O atual ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, quando candidato ao governo de São Paulo, também se comprometeu com esta luta, inclusive numa reunião que contou com a presença deste blogueiro, na Vila Madalena, em São Paulo.
O que a atual presidenta e o ministro Mercadante pensam desta inflexão?
E o pessoal do PT ligado à Cultura, o que pensa disso?
Muitos dos militantes petistas da área comemoraram a indicação de Ana de Holanda.
Alguns entraram em contato com este blog para dizer que os compromissos anteriores não seriam rasgados.
E agora, o que eles pensam dessas decisões da ministra?
Dilma Roussef foi eleita também para dar continuidade ao governo Lula. Se havia interesse em revisar certas diretrizes na área da Cultura e que vinham sendo implementadas com enorme sucesso e repercussão nacional e internacional, isso deveria ter ficado claro. Isso deveria ter sido dito nos diversos encontros que a candidata e gente do seu partido tiveram com esses setores.
Essas primeiras ações do MinC não são nada alentadoras. Demonstram um sinal trocado na política do ministério exatamente no que de melhor ele construiu nos anos de governo Lula.
Não há como definir de outra forma essa mudança rota: é traição com o movimento pela democratização da cultura e da comunicação.
A ministra precisa refletir antes de declarar guerra a esse movimento social.
E o PT precisa assumir uma posição antes que seja tarde.
Porque na hora H, não é com o povo do ECAD e com o da indústria cultural que ele conta.
PS: Conversei com um amigo que entende de conteúdos licenciados em Creative Commons e ele me disse que a decisão da ministra de mudar o licenciamento do site vale exatamente nada no que diz respeito ao que foi produzido na gestão anterior.
Aquele conteúdo foi ofertado em Creative Commons e o Ministério não pode simplesmente revogar a licença de uso.
Se isso for feito, o Ministério infringe a licença Creative Commons e se torna um infrator de direitos.
Renato Rovai é editor da revista Fórum outro mundo em debate
Artigo socializado pela ALAI, América Latina en Movimiento

PM paulista detona bombas em ambiente fechado

Paulinho: PM paulista detona bombas em ambiente fechado

por Luiz Carlos Azenha
Uma das coisas que mais me impressionam em São Paulo é a facilidade com que a Polícia Militar atira bombas, balas de borracha e dá cassetadas nos contribuintes.
Uma enormidade, pelo padrão de qualquer polícia.
Agora, vejam a denúncia do Paulinho, do blog do Paulinho: a PM paulista atirou bombas de gás em uma multidão dentro de uma estação da CPTM.
[Clique aqui para ver a primeira reportagem de uma série que fiz sobre transporte público no Brasil. E aqui para ver a segunda]
Foi dia 18/01/2010, na estação Corinthians-Itaquera. Quem subiu no You Tube foi orubinhophc:
http://www.youtube.com/watch?v=ICyAp1QsmEU&feature=player_embedded#

http://www.youtube.com/luizazenha#p/c/86EC3E9A128A3C15

De: luizazenha | 25 de janeiro de 2011  | 399 exibições
Primeira reportagem de uma série sobre o péssimo serviço oferecido nas metrópoles aos usuários do transporte público. 

http://www.youtube.com/luizazenha#p/c/86EC3E9A128A3C15

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Colorado do Brás Desfile Carnaval 2012

Agradecemos a  diretora de ala dona Abadia, que convidou a Cidade Tiradentes, Valter Lima chamou os amigos para esta festa que é desfilar pela escola de samba Colorado do Brás e preenchemos a ala dos "Quero ser milionário".
Confira a empolgação da turma.
INTRODUÇÃO


O homem vive sempre em busca de seus sonhos e seus objetivos, porém o caminho do ser humano ate conquistar sua sonhada realização é repleto de altos e baixos.
Nesse pensamento nosso enredo traz um pouco dos sonhos que existem na mente do ser humano.
 “QUEM SONHA NÃO DESISTE DE LUTAR” é um grito preso na garganta de quem luta para realizar aquilo que nossa mente e nosso coração anseiam.
É o sonho da nossa escola de voltar a brilhar, o clamor de renovação que moveu esse sonho de conquista!  Seja bem vindo e entre você também nesse sonho junto com a nossa escola, 

Samba-enredo 2012 da Colorado do Brás



Autores: Marcio Pessi, Chitão, Sidney Melodia, Edson Daffé e Calado
Intérprete: Chitão
Sou Colorado do Brás
Meu sonho vai te levar a viajar nessa magia
Com garra e amor, unidos vamos brilhar
Quem sonha não desiste de lutar
Adormeci sonhei sorri
Pura imaginação
Nesse mundo encantado
Onde tudo pode acontecer
Sonhe com os anjos, durma com deus
Realidade ou ilusão
Voltar a ser criança
Brincar e ser feliz
Estudar, um dia se formar
Venci na vida com o suor do meu trabalho
Colhi os frutos, viajei me diverti
Me tornei um milionario
Quebrei a banca e ganhei tudo por ai
Rodei o mundo me apaixonei
Encontrei o meu grande amor
Joguei venci, fui um bom jogador
Um astro virei, famoso estou
Um mundo melhor pra viver
Deixe a tristeza pra lá
Meu samba vai te enlouquecer
Vem cantar
Um sonho nosso ideal
Voltar a ser especial
Festejando em alto astral
É vermelho e branco o meu Carnaval


1975 - A FUNDAÇÃO DA COLORADO DO BRÁS
A G R E S Colorado do Brás foi fundada em 01 de outubro de 1975, de uma reunião entre amigos, que tinham por objetivo divulgar a cultura popular brasileira, e desenvolver projetos sociais para atender a comunidade mais carente da região. A agremiação herdou o nome de um time de futebol, o qual seus fundadores participavam. Com o passar dos anos tornou-se uma grande escola, chegando a participar do Grupo Especial por alguns anos.


Alguns dos integrantes, como o Sr. José Preto, D. Marta, Percival, Tino, Tuia, e outros; em conjunto com os moradores do bairro sentiram a necessidade de ter uma Escola de Samba, pois nas adjacências já haviam algumas agremiações.


Tem na sua história sambas marcantes que ate hoje estão presentes na memória dos sambistas.


2010 - UM NOVO TEMPO COMEÇANeste ano de 2010 um novo tempo começou a brilhar pra nossa escola, com uma diretoria jovem e despojada a escola pretende retornar aos grandes carnavais e principalmente voltar a ter um espaço para poder tocar SEUS PROJETOS SOCIAIS.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Morreu o Deputado Estadual do PT José Candido

Em março passado participamos de sua posse.
Veja em.http://multicolorinteratividade.blogspot.com/2011/03/festa-da-posse-do-deputado-estadual.html

Veja mais em:
http://multicolorinteratividade.blogspot.com/2010/09/jose-candido-defende-o-movimento-hip.html

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Carta à Sra. Presidenta da República

Espalhe para todo mundo!

  Duvido que a coisa não mude!!!! 
 
Excelentíssima  Sra. Presidente da República Federativa do  Brasil.
Manifesto meu total apoio ao seu esforço de modernização do nosso país.
Como cidadão comum, não tenho muito mais a oferecer além do meu trabalho, mas já que o tema da moda é Reforma Tributária , percebi que posso definitivamente contribuir mais.
 

Vou explicar: 
Na atual legislação, pago na fonte 27,5% do meu salário...
Como pode ver, sou um brasileiro afortunado. Sou obrigado a concordar que é pouco dinheiro para o governo fazer tudo aquilo que promete ao cidadão em tempo de campanha eleitoral.
Mesmo juntando ao valor pago por dezenas de milhões de assalariados!
 
Minha sugestão é invertermos os percentuais:
A partir do próximo mês autorizo o Governo a ficar com 72,5% do meu
salário...
Portanto, eu receberia mensalmente apenas 27,5% do resultado do meu
Trabalho mensal.
 
Funcionaria assim: Eu fico com 27,5% limpinhos, sem qualquer ônus...

O Governo fica com 72,5% e leva as contas de: 
-Escola;
-Convênio médico ; 
-Despesas com dentista; 
-Remédios; 
-Materiais escolares ; 
-Condomínio; 
-Água;
-Luz ; 
-Telefone;
-Energia; 
-Supermercado ; 
-Gasolina;
-Transporte Escolar ou Coletivo, como preferir 
-Vestuário; 
-Lazer ; 
-Pedágios; 
-Cultura; 
-CPMF; 
-IPVA; 
-IPTU; 
-ISS; 
-ICMS;
-IPI; 
-PIS; 
-COFINS ; 
-Segurança;
-Previdência privada e qualquer taxa extra que por ventura seja
repentinamente criada por qualquer dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.
Um abraço Sra. Presidenta e muito boa sorte,
           do fundo do meu coração! 


 
 Ass.: Um trabalhador que já não mais sabe o que 
  •   fazer para conseguir sobreviver com dignidade. 
     
  • PS: Podemos até negociar o percentual !!!
     
Agora vejam só a farra do Congresso Nacional :

Salário:................................................... ........R$ 12mil; 
Auxílio-moradia..............................................R$ 3 mil; 
Verba para despesas "comprovadas"...............R$ 7 mil; 
Verba para assessores...................................R$ 3,8 mil; 
Para 'trabalharem' no recesso.................. .......R$ 25,4 mil;
Verba de gabinete mensal..............................R$ 35 mil; e mais 
Transporte: Passagens aéreas de ida e volta a Brasília/mês; 
Direito a "contratar" 20 servidores para seu gabinete; 
13
º e 14º salários, no fim e no início de cada ano legislativo; e 90 dias
de férias anuais e folga remunerada de 30 dias.

ISSO PARA CADA 
UM DOS 514 DEPUTADOS !!!!
 
Esse dinheiro sai dos cofres públicos, ou seja, do nosso bolso !!!

Mostre sua indignação e envie este texto a todos os seus amigos e conhecidos para que protestem junto aos deputados federais e senadores.


TENHA SANTA PACIÊNCIA! ! ! !
 
PROTESTE VOCÊ!!!!!!

Em prol do bem-estar animal

A proteção e o bem-estar de animais estava na pauta do encontro





Entidades e voluntários solicitaram ajuda da SMA para conscientização sobre cuidados com animais


SMA vai contribuir com placas, campanhas e cartilhas informativas


Locais públicos, como parques, são o foco da ação de conscientização


Educação e conscientização em defesa dos animais. O tema foi pauta da reunião entre o secretário do Meio Ambiente Bruno Covas e os representantes de entidades protetoras Maria Aparecida Cândido, assessora de imprensa voluntária, Mariana Aidar, protetora independente, Vicente Defini Neto, da ONG Cão sem Dono, Fábio Pegrucci, do Grupo Voluntário Os Cães do Parque, Lito Fernandes, da ONG Assistencial Natureza em Forma, e Luciane Sarraf, idealizadora do Projeto Celebridade Vira-Lata. O encontro, realizado na sexta-feira, 27, na sede da Secretaria do Meio Ambiente (SMA), foi acompanhado pela assessora Ana Carolina Campos Gerbrin.

Os visitantes solicitaram o envolvimento da SMA com a proteção de animais e sugeriram que fossem afixadas nos parques administrados pela secretaria placas esclarecedoras sobre o abandono de animais silvestres e domésticos em locais públicos e outros temas pertinentes à proteção de animais. A criação de campanhas e de uma cartilha sobre o assunto também foi outra solicitação.

Bruno Covas informou que o cuidado com a fauna silvestre e urbana agora é responsabilidade da SMA e que a ampliação do centro de triagem e reabilitação já está nos planos da secretaria. O secretário se comprometeu a atender às solicitações e também sugeriu a realização de um workshop com a Polícia Militar Ambiental.

MultiColor Interatividade

Jornal Cidade Tiradentes

Jornal Cidade Tiradentes
Alguém neste país ainda limpa a bunda com jornal?