terça-feira, 28 de setembro de 2010

Medeiros 1230 Na Cidade Tiradentes

Nesta terça 28 o Candidato à Deputado Federal Luiz Antônio de Medeiros esteve fazendo uma visita  à Cidade Tiradentes.
Ouviu das pessoas presentes a uma pequena recepção feita pelos apoiadores de sua candidatura e moradores o pedido da instalação de Cursos Profissionalizantes para a população como o ítem de maior necessidade das familias que precisam tirar seus filhos da ociosidade  inútil das ruas onde só aprendem a fumar maconha e roubar motos e com a proximidade do Rodoanel  na região atrairá indústrias e dará emprego para os que estudarem nestes cursos.
Reclamaram muito da Saúde, da má qualidade dos equipamentos usados que agora são chineses, INSS, as questões das aposentadorias e também do transporte que consideram um descaso sem tamanho, uma falta de respeito para com a Cidade Tiradentes.. Medeiros ouviu a população, pediu que votassem nele, falou de sua solidariedade com todas essas questões e de sua luta para mudar essa situação.
Pela sua trajetória sabemos que Medeiros não esquecerá o que ouviu.
Vamos acreditar e conferir, depois chamar na parceria.
Vamos ver as fotos.




sábado, 25 de setembro de 2010

Metrô Leste - Lotação da linha vermelha é quase o dobro da recomendada


Lotação da linha vermelha é quase o dobro da recomendada

setembro 21st, 2010 § 1 comentário
Leonardo Sakamoto, Blog do Sakamoto, 21 de setembro de 2010
A linha 3-vermelha, que corta a Zona Leste, região mais populosa de São Paulo, parou entre as as estações Pedro II e Sé na manhã desta terça causando problemas na vida de milhares de passageiros. Se eventuais interrupções fossem o único inconveniente da linha vermelha, os seus usuários não estariam tão irritados. A parada, independentemente do motivo, é apenas a cereja do bolo de um serviço que está longe de ser satisfatório.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Roger Nascimento um artista eclético procura o Rei Pelé

Conheça este artista, o seu trabalho.

http://www.youtube.com/watch?v=CwRT6IakIao
Flávio Moisés de Lima tem 39 anos e é arte educador.
Seu nome artístico: ROGER NASCIMENTO
Parente do Rei Pelé.
Na Casa de Cultura do Itaim Paulista, no Espaço Cultural Casa da Fazenda, Casa de Cultura Chico Mendes, GRC Escola de Samba Tradição da Zona Leste, Associação Cultural Filhos da Senzala, Associação Recanto Nascer do Sol  foi Instrutor de Dança e em algumas delas instrutor de Capoeira.
Roger foi educador voluntário do Programa Escola da Família na U.E. Professor Cândido Procópio Ferreira de Camargo, foi instrutor de dança de salão na Fundação Paulistana de Educação e Tecnologia.
Roger é Instrutor de Dança em Convênio com a Coordenadoria da Juventude da Secretaria Municipal de Participação e Parceria.
Contato: rogersambarock@gmail.com -  2849 0067


Roger Nascimento se apresenta com o grupo União Arte e Cultura, na Liberdade em evento do Ofício Social - COMPARES em projeto da SOASE da Cidade Tiradentes.

o link deste vídeo é:
il.youtube.com/watch?v=I6lKcob8o18&feature=related 











1º Concurso samba rock esquenta Cidade Tiradentes

O 1º Concurso de Samba Rock em Cidade Tiradentes, ocorrido no dia 23 de agosto, no CEU Água Azul, ajudou a espantar o frio da tarde de domingo. Com muito gingado e samba no pé, os candidatos fizeram um show à parte.
O casal Rita Aparecida Benedito e Dirceu Alexandre Freitas conquistou o primeiro lugar com uma apresentação pra lá de animada. O segundo lugar ficou para Raquel Pinheiro e Antônio Carlos Pereira e o terceiro colocado foi Regiane Benedito Freitas e Emerson Araújo. Todos receberam troféus pela premiação.
Para ilustrar ainda mais o concurso, o grupo de dança do professor Roger Nascimento apresentou dois sambas rock.
Já que o domingo, em Cidade Tiradentes foi dedicado a dança, o grupo MB2O não deixou a desejar com sua inusitada dança de rua, fazendo, inclusive uma homenagem ao rei do pop star Michael Jackson.
Este evento realizado pela Subprefeitura Cidade Tiradentes, por meio da Supervisão de Cultura foi destinado aos moradores de Cidade Tiradentes, com idade acima de 18 anos, com o propósito de valorizar o potencial artístico na linguagem da dança associada ao estilo samba rock. Ele contou com os apoios da Diretoria Regional de Educação de Guaianases e Céu Água Azul.
(Texto: Assessoria de Comunicação) o link desta reportagem da Prefeitura de São Paulo é:
















1

º Concurso samba rock esquenta Cidade Tiradentes - Portal da ...








Roger Nascimento, do samba rock, capoeira e do artesanato. Conheça as facetas deste artista da Cidade Tiradente.

o link deste vídeo acima é:

http://www.blogger.com/goog_2137591909 

 "Aprenda a cortar garrafas de vidro com Roger Nascimento... Perifa é fábrica de cultura veja outros videos meus Roger Samba rock e tal. ...
www.youtube.com/watch?v=IhF7pajqrnk









Algumas Imagens do arquivo pessoal do Roger.
Maria José irmã do João Ramos do Nascimento (Dondinho) Pai de Pelé. Gervásio Moisés Lima , primo de Pelé, irmão do Jovelino Moisés de LimaNesta foto Roger com Sandra a filha de Pelé.
Pelé na faculdade de Vila Matilde na doação de um terreno.

Escola de Samba Tradição, Aula do Roger para a 3ª Idade.

Roger na Academia Golfinho em Sapopemba

Hilda, mulher do Onofre, o filho dela também tem o apelido de Pelé em homenagem ao Rei

Prima do Roger, filha do Onofre e Hilda

Roger em teatro em Baurú.

Esta é uma amiga da Dona Celeste (mãe do Pelé)

Roger e Aguinaldo Timóteo na homenagem a Sandra Arantes em coquetel na Prefeitura de Santos.

Tio Dé, irmão da mãe do Roger e Maria dos Santos Lima, Tio Dé era sanfoneiro em Jaborandi.


Casa da Fazenda, aula para 3ª idade.

Eis um relato sobre o Rei Pelé, de um parente do Roger.
Essas palavras são fatos reais que ocorreram na vida do Sr. Edson Arantes do Nascimento, citada pela sua prima que presenciou esses acontecimentos.
O pai do Pelé morava em Garça, ele ficou com deficiência visual quando saiu do exército por causa da fumaça que ocasionou a perda da sua visão. A sua tia Maria José do Nascimento morava na fazenda rio morto, conhecida como fazenda João Queira. O Pelé o "Rei" vendia mercadorias nas ruas para ajudar no sustento da casa.O Pelé foi em Novo Horizonte para ajudar os tataravós, mas já haviam morrido, um em Tajubi e outro em Novo Horizonte, um é o Francisco do Nascimento e o outro era a Catarina de Jesus, brasileiros. A minha avó Maria José do Nascimento de Lima, ela recebia cartas do João Ramos do Nascimento, conhecido como Domdinho. Havia uma foto do pai do Pelé, quando ele veio do exercito, a cor do uniforme dele era verde e amarelo segurando um fuzil e uma catinga d´água, nessa foto haviam duas pessoas que seriam amigos do seu pai. O meu tio Juvelino de Lima, filho da minha avó ele teria recebido uma carta do Sr.Edson Arantes do Nascimento, mas ele não respondeu por motivo de vergonha 




Maria Santos de Lima, Mãe do Roger
video

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A rede de artistas da Cidade Tiradentes realizou o evento Rua de Lazer Dinah Brandão.

Olá a todos participantes da Rede de Artistas da Cidade Tiradentes,

Nosso evento na Rua de Lazer Dinah Brandão, neste domingo dia 12 de setembro foi muito bom. Queremos agradecer a todos que estiveram presentes e que ajudaram de alguma forma na realização deste evento que é o primeiro de muitos. Queremos agradecer especialmente:
ao 
Ronaldo Costa, coordenador da Rua, nosso anfitrião que nos recebeu tão bem e ajudou no sucesso do evento,
ao
 André Calixto, do grupo Estilo Natural que foi o mestre de cerimônia e cuidou do som do evento,
ao
 Tio Pac, por ter cedido seus equipamentos no dia,
ao 
Daniel Hylário, pela mobilização local e ideias criativas.
Segue abaixo o link para as fotos do evento:
http://picasaweb.google.com.br/cartovideo/EventoNaRuaDeLazerDinahGBrandaoDia12DeSetembroDe2010#

Seguimos em frente para mais ações como esta para o fortalecimento da Rede de Artistas da Cidade Tiradentes e a cultura deste bairro.

Acessem o site do Mapa das Artes
http://www.cidadetiradentes.org.br/#

att,
Equipe do Mapa das Artes da Cidade Tiradentes
http://picasaweb.google.com.br/cartovideo/EventoNaRuaDeLazerDinahGBrandaoDia12DeSetembroDe2010#


O projeto Mapa das Artes da Cidade Tiradentes, realizado pelo Instituto Pólis e CCE_SP, promove primeiro evento cultural na Rua de Lazer Dinah Brandão, uma entre as 38 do bairro da Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo. Desde o processo de produção do Mapa em 2009, uma rede de artistas do bairro vem se articulando em torno de ações para melhorar as condições do desenvolvimento de suas práticas no território. Assim nasceu a proposta de utilização das Ruas de Lazer da região para construção de um calendário de eventos, a serem realizados periodicamente de forma rotativa, proporcionando atividades culturais em diferentes setores do distrito e disseminando o trabalho dos artistas locais em seu próprio território.
Data 12 set | Horário 9 às 17h | Local R Dinah Brandão - Cidade Tiradentes, São Paulo SP
+ info www.cidadetiradentes.org.br

Faço parte desta rede de artistas, estive presente neste evento, é só conferir neste link acima as fotos tiradas pela equipe do Instituto Pólis.
Tirei também algumas fotos e pósto aqui para vocês e quando eu editar o filme, postarei também.




As crianças tiveram oportunidade de filmar e tirar fotos, eu gostaria de ver estas fotos expostas.
Ronaldo Costa conseguiu com alguns comerciantes guloseimas para distribuir para as crianças e promoveu algumas brincadeiras. Cláudio Nunes o Tio Pac deixou algumas crianças terem o prazer de manusear uma filmadora pela primeira vez na vida.
Olha a Escritora Cláudia Canto ai,  DFrente pro Matagal


  
Estilo Natural, Fator Ético, Beto Brasil e RDM são alguns dos grupos que se apresentaram no evento. 
E é claro o anfitrião da Rua de Lazer Ronaldo Costa


Veja todas as nossas fotos neste slideshow.




quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PROGRAMA PROVOCAÇÕES CLÁUDIA CANTO


Programa 479

Eles são escritores. Não são os mais vendidos e nem os mais badalados pelas feiras de literatura de nossas melhores estâncias. São, sim, escritores da periferia das megalópoles. Provocações recebe Cláudia Canto e relembra as entrevistas de Sérgio Vaz, Sacolinha, Ferréz, Alessandro Buzo, Binho e Nilson Hernandes. 

Antônio Abujamra entrevista a escritora e jornalista Cláudia Canto. Ela nasceu no extremo leste da cidade de São Paulo, no bairro Cidade Tiradentes, região que abriga cerca de 300 mil habitantes. Estudou jornalismo, mas não se contentou em ser mais uma na periferia. “Fui pra Portugal. Eu falei: chega dessa cultura mesquinha”.

Cláudia Canto conta que uma negra brasileira é muito assediada por estrangeiros e que recebeu convites para se prostituir, mas acabou como doméstica em um palácio. "Eu fiquei praticamente em cárcere privado em Portugal trabalhando como empregada doméstica já que eu não tinha opção (...) e foi aí que nasceu o meu primeiro livro".

De volta ao Brasil, lançou mais três livros, um deles é o “Bem-vindo ao mundo dos raros contos e crônicas de uma psiquiatria”. Quando questionada se o livro vendeu bem, ela respondeu: “Nada, mas esgotou. Porque eu fiz uma tiragem limitada”. Em seu último livro, intitulado “Cidade Tiradentes, de menina a mulher”, Cláudia busca abordar temas como drogas, gravidez precoce, ONGs, e não recorrer à visão antropológica e geográfica do bairro. "Pra mim, a Cidade Tiradentes é uma negra como eu".

Durante todo o programa, a entrevista de Cláudia Canto é complementada com trechos das entrevistas de outros escritores da periferia que foram exibidas durante esses 10 anos de Provocações. Eles são: Binho, Ferréz, Sérgio Vaz, Nilson Hernandes, Alexandre Buzo e Sacolinha.




Antônio Abujamra entrevista a escritora e jornalista Cláudia Canto


Veja a ousadia e a naturalidade de Claudia CANTO nesta entrevista e o momento em que deixa Antonio Abujamra corado.

 http://www.tvcultura.com.br/provocacoes/

Eles são escritores. Não são os mais vendidos e nem os mais badalados pelas feiras de literatura de nossas melhores estâncias. São, sim, escritores da periferia das megalópoles. Claudia Canto, no programa PROVOCAÇÕES



Ela nasceu no extremo leste da cidade de São Paulo, no bairro Cidade Tiradentes, região que abriga cerca de 300 mil habitantes. Estudou jornalismo, mas não se contentou em ser mais uma na periferia. "Fui pra Portugal. Eu falei: chega dessa cultura mesquinha".



Cláudia Canto conta que uma negra brasileira é muito assediada por estrangeiros e que recebeu convites para se prostituir, mas acabou como doméstica em um palácio. "Eu fiquei praticamente em cárcere privado em Portugal trabalhando como empregada doméstica já que eu não tinha opção (...) e foi aí que nasceu o meu primeiro livro".



De volta ao Brasil, lançou mais três livros: Bem-vindo ao mundo dos raros contos e crônicas de uma psiquiatria, Mulher Moderna tem Cúmplice, e seu último livro, intitulado "Cidade Tiradentes, de menina a mulher", Cláudia busca abordar temas como drogas, gravidez precoce, ONGs, e não recorrer à visão antropológica e geográfica do bairro. "Pra mim, a Cidade Tiradentes é uma negra como eu".


sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Rua de Lazer = Cultura Dinah Brandão

José Candido defende o movimento hip-hop na Assembleia


José Candido defende o movimento hip-hop na Assembleia
Foto: Adriano Lima
Sessão da Assembleia Legislativa teve apresentações de Thaide e outros rappers
O deputado estadual José Candido participou, na noite de terça-feira (24/8), de um momento histórico para o movimento hip-hop brasileiro. Convocada inicialmente para questionar e repudiar a exclusão do “Manos e Minas” da grade de programação da TV Cultura, a audiência realizada no auditório Franco Montoro, da Assembleia Legislativa, acabou se transformando em comemoração. Motivo: horas antes, um comunicado da emissora anunciou que o programa de hip-hop voltará a ser exibido.
O fim do programa foi anunciado de forma repentina, no início deste mês, gerando a reação indignada de diversos artistas, jornalistas, apreciadores de hip-hop e simpatizantes. Abaixo-assinados, protestos em eventos e reivindicações pela internet se proliferaram e, logo, a discussão chegou à esfera política. O primeiro a se manifestar foi o senador Eduardo Suplicy, que usou a tribuna do Senado para pedir a volta do “Manos e Minas” à programação.
A audiência de terça-feira foi convocada pelo deputado estadual Carlos Gianazzi (PSOL-SP), e também discutiu o risco de ocorrerem demissões em massa na TV Cultura. Para tanto, também estiveram presentes representantes do Sindicato dos Jornalistas e do Sindicato dos Radialistas.
Defensor da cultura afrobrasileira, da igualdade racial e de políticas culturais que contemplem a juventude, José Candido também se colocou à disposição do movimento hip-hop. "Sou a favor do ‘Manos e Minas’ por três motivos. Primeiro, porque sou negro e sempre defendi o povo afrobrasileiro e sua cultura. Segundo, porque presido a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e os trabalhadores da TV Cultura não podem ser enxotados desta forma de seus empregos. Terceiro, porque gosto do hip-hop, que é a verdadeira expressão da juventude, principalmente a periférica”, explicou.
>> Clique aqui e veja a galeria de fotos da audiência com o movimento hip-hop
Na audiência de terça-feira na Assembleia, o deputado esteve lado a lado com a equipe de produção do programa televisivo e ícones do hip-hop de São Paulo, como os rappers Thaide, Max B.O., Kamau e NeguEdmundo, entre outros. A sessão foi marcada pela descontração, com os rappers cantando algumas de suas músicas em comemoração à continuidade do programa “Manos e Minas”.
“Estou inteiramente à disposição do hip-hop. Sempre que o movimento precisar, pode contar comigo”, finalizou José Candido, que se definiu como o ‘mano véio’ do movimento e foi bastante aplaudido pelo público presente.
>> Leia também: Apoio de José Candido ao hip-hop é destaque na imprensa

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Crueldade contra as mulheres

Medeiros defende grande PAC para a qualificação profissional


Medeiros defende grande PAC para a qualificação profissional


Após fundar a Força Sindical, Luiz Antônio de Medeiros implantou a qualificação profissional em massa para os trabalhadores. Isso lá pelo ano de 1997, tornando-se um dos pioneiros nessa atividade. Hoje, com a economia bombando no governo Lula, ele defende a criação de um grande PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) em escala nacional para fazer frente aos gargalos de mão de obra especializada.
Também pudera. A construção civil – só para citar a área talvez com maior carência - tem 60 mil vagas em aberto e não encontra profissionais com formação adequada para exercer as funções de pedreiro, eletricista, carpinteiro, decorador, pintor, gesseiro, engenheiro e mestre de obras. E olhe só: um mestre de obra, com boa experiência e cursos técnicos, por exemplo, pode ganhar, acreditem, até R$ 20 mi mensais, segundo sindicato do setor. Pedreiros e eletrecistas, com cinco anos de experiência, faturam facilmente de R 3.000,00 a R$ 3.500,00.
E agora com a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil, o mercado de trabalho na construção civil vai crescer ainda mais, pois nada menos do que 12 estádios serão construídos ou reformados. Isso quer dizer que a mão de obra na área vai ficar ainda mais escassa se não forem tomadas medidas rapidamente. E a qualificação profissional é a principal delas.
Diversas instituições, financiadas pelo governo federal, oferecem vários cursos gratuitos para quem quer trabalhar na construção civil. Cerca de 200 lojas de material de construção, localizadas em quase todos os estados do País, também fazem isso.
Mas Medeiros defende que as universidades, públicas e privadas, entrem no processo na qualificação de mão de obra, através de um PAC especial para isso, o mais rapidamente possível.

MultiColor Interatividade

Jornal Cidade Tiradentes

Jornal Cidade Tiradentes
Alguém neste país ainda limpa a bunda com jornal?